Qual é o efeito de tomar creatina antes e depois do treino?

Nutriente atua na distribuição de energia pelo corpo, favorecendo crescimento muscular

A creatina é um nutriente produzido naturalmente pelo organismo, originada no fígado e nos rins. Para quem busca crescimento da massa muscular, o consumo de creatina pré e pós-treino pode ajudar a alcançar os níveis desejados, acelerando os resultados, quando associados a dietas balanceadas e rotinas de exercício específicas.

É importante ressaltar que o consumo de suplementos alimentares deve sempre ser feito com acompanhamento médico e de um profissional de educação física. E se você quer entender a diferença de consumir creatina antes e depois de treinar, esse conteúdo foi preparado para te informar sobre cada etapa do efeito da creatina no corpo. Acompanhe a seguir.

O que é creatina

Assim como os carboidratos são fontes de energia para as atividades do corpo, a creatina é responsável por distribuir energia para os músculos, com a diferença que ela é produzida de forma natural pelo organismo. No entanto, é possível consumir a creatina de forma externa, como suplemento alimentar.

Dessa forma, ela pode ser utilizada por pessoas que fazem treinos físicos no intuito de ganhar massa muscular, gerando maior energia durante o treino, e favorecendo o crescimento muscular após cada sessão.

Qual é o efeito de tomar creatina antes e depois do treino?

Benefícios da creatina para quem treina

A creatina pode ser associada diretamente às proteínas no organismo. Isso porque, ao fornecer mais energia para os músculos, ela permite que o corpo utilize as proteínas armazenadas para formar novos tecidos musculares, o que contribui diretamente para a hipertrofia muscular.

Sendo assim, ela otimiza o desempenho físico durante treinos, ideal para quem está aumentando a carga de levantamento de peso ou quer intensificar a rotina de treino aos poucos. Quando consumida de forma supervisionada, a creatina pode ser combinada com outros suplementos, como o whey, fortalecendo a dieta para ganho de massa magra.

Como usar creatina antes e após o treino

Sabendo dos benefícios da creatina para o corpo, muita gente se pergunta se é melhor consumi-la antes ou depois de treinar. A verdade é que depende do seu objetivo, e claro, da indicação do profissional que acompanha o seu treino. 

O uso da creatina deve ser controlado e seguir os períodos estabelecidos por cada fórmula. O mais comum é que a creatina seja consumida em forma de suplemento por no máximo três meses, e suspensa pelo mesmo período de tempo seguinte.

É possível consumi-la em doses diárias durante esse tempo, ou em ‘’doses carregadas’’. Isso significa que o tempo de consumo é menor, e com doses maiores. Dessa forma, a creatina se acumula nos músculos, que ao serem estimulados nos treinos, ganham mais força para levantar peso e se desenvolverem de acordo.

Creatina antes do treino

Ingerir a quantidade indicada diluída em bebidas ou alimentos, que contenham preferencialmente carboidratos, facilitam a digestão pelo organismo. Durante o treino, a creatina é utilizada como fonte de energia pelos músculos, gerando maior resistência e evitando fadiga muscular ao aumentar a carga de peso.

Qual é o efeito de tomar creatina antes e depois do treino?

Creatina depois do treino

O ideal é que a creatina após o treino seja consumida com alimentos de baixo teor calórico e gorduras, como sucos e vitaminas de fruta. Após o treino, ela auxilia a regeneração muscular, fornecendo energia suficiente para a formação de novos tecidos e contribuindo para a hipertrofia muscular.

A creatina também é conhecida por evitar fadiga e dores musculares, inclusive para pessoas que não treinam, mas que sofrem de doenças nas fibras musculares. Ela é uma alternativa mais saudável aos analgésicos para quem treina, especialmente na fase de aumento da carga de peso suportada em cada exercício.